Regras de Segurança no laboratório de química - Comentada

 

"Seu ​primeiro acidente pode ser o seu último"

 

 

Antes de iniciar qualquer atividade em um laboratório de química, é importante conhecer as normas de segurança. Tais regras quando seguidas corretamente podem evitar acidentes ou ao menos amenizá-los. Vamos conhecer uma coletânea dessas regras citadas por Constantino (2004), Rosa (2013) e Trindade (2013), e seguido de um breve comentário da minha experiencia de laboratório:

 

O laboratório é um lugar de trabalho sério. trabalhe com atenção, método e calma. 

o laboratório de química é um ambiente de trabalho. as substâncias e equipamentos encontrados neste espaço tem valor elevadíssimo. as brincadeiras, como correr, misturas substâncias sem orientação,  utilizar as substâncias no corpo, entre outras podem levar a um prejuízo financeiro e na saúde, podendo levar a danos irreversíveis e até à morte.  

Respeite as instruções e precauções recomendadas pelo seu superior.

seu superior deve ter seu comando respeitado. as vezes um laboratório tem características diferentes das que são apresentadas na literatura, o seu superior tem exepriÊncia e conhece bem o local a que está resopnsável. quando este está ausente vale seguir protocolos como manuais, rocpedimentos padrões, rótulos do reagente, etc.  

Nunca trabalhe sozinho no laboratório

ao trabalhar só, você não terá com uma ajuda imediatada em caso de um acidente. se um gás o fizer desmaiar, você não terá quem o leve arpa destante daquele vapor. trabalhar sozinho é um grande risco, por mais que você seja exeriepnte.   

Encare todos os produtos químicos como potenciais venenos.

 

a maioria das substâncias em um laboratório são perigosas, pois apresentam riscos físicosou biologicos. um produto químico que usamos em laboratório, normalmente são puros para justamente arpesentar melhores resultados nas análises e exeprimentos. são portanto diferenciados por não são encontrados naturalmente nesta pureza. a alta concetração de um ropduto é uma das maioresperigos a nos humanos, outros já são tóxicos pmesmo estando diluidos. a     

não coloque sobre a bancada ou corredores do laboratório bolsas, roupas, ou qualquer outros utensílios que não sejam relacionados ao trabalho.  

é comum deixarmos alguns objetos não úteis sobre a bancada ou corredores do laboratório. o corretor é deixar todo material que não será necessário ao seu trabalho dentro de um armário ou espaço reservados longe dessas partes. 

em caso de qualquer acidente avise seus superiores ou responsáveis, mesmo que não haja dano material ou pessoal.

se um acidente ocorrer avise imediatamente ao seu superior. ele lhe instruirá quanto a qual tomar. ao esconder um acidente você pode se prejudicar ou prejudicar a próxima pessoa que for usar o laboratório. 

Use avental de algodão (jaleco; guarda-pó), de mangas compridas e até os joelhos. 

aventais de oxford  ao  pegarem fogo podem grudar na pele. é indicado também usar um jaleco com abertura em velcro ara pfacilicar a retirada do mesmo em caso de respingos. 

sempre use calça no laboratório

a calça assim como o jaleco protege nossa pele mas a calça roptege na direção das pernas. 

use sapato fechado

o sapato fechado protege os pés e não erpmitido estar num laboratório com qualquer calçado que deixe expostos partes do pé ara pfora. esse tipo deacidente é muito comum pois as mulheres usam muito saaptilhas ou sapatos que arepsentam orospo grandes, o que deixa o pé eposto a respingos .  

 

use óculos de proteção, luvas e mascaras quando necessário.

deixe os cabelos amarrados quando forem compridos.

não use lentes de contato.

não coma ou beba no laboratório. 

evite o contato de qualquer substância com a pele

não fume no laboratório

nunca prove ou cheire de perto os produtos químicos

nunca deixe os frascos de reagentes destampados.

não deixe inflamáveis próximos a chama

leia os rótulos dos produtos químicos e veja se é o reagente que você deseja usar e também siga as suas instruções de segurança

 

 

nunca pipete líquidos com a boca, para isso use pipetadores

todas reações que liberam gases e/ou vapores tóxicos devem ser realizadas na câmara de exaustão (capela).

saiba a localização do chuveiro de emergência, lava olhos, extintor de incêndio e saída de emergêcia. 

nunca aqueça um tubo , apontando sua extremidade aberta em direção a alguém. 

nunca aqueça líquidos inflamáveis diretamente na chama

não aqueça substância em sistemas fechados

ao cair produto químico nos olhos, boca ou pele lave abundantemente com água, em seguida procure  ajuda especializada

 

ao cair um ácido em um local lave o local imediatamente com água.

coloque sempre o concentrado sobre o solvente nunca o contrário. 

não deixe vidro quente exposto

após usar limpe a bancada e todos os materiais utilizados

não trabalhe com material imerfpeito

não delvova a porção retirada a seu frasco original, nem insira algum instrumento dentro do frasco original

  evite gasto de reagente, pegue a quantidade necessária

não jogar nenhum material sólido na pia

não jogue e vidro quebrado ou qualquer material cortante em lixo comum. 

não jogue os resíduos erogosos diretamente na ia

lave as mãos com certa frequencia e roteja feridas extostas

pesquise as propriedades e toxicidade das substâncias antes de inicar um exerimenpto novo

semrpe verifique o estado de conservação das tubulaçõe de gas, instalaçoes eletricas e todo material usado no laboratório

Referências

 

CONSTANTINO, M.G; SILVA, G. V. J da; DONATE, P. M. Fundamentos de química experimental. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2004.

 

ROSA, G; GAUTO, M; GONÇALVES, F. Química Analítica: práticas de laboratório. Porto Alegre: Bookman, 2013. 

 

TRINDADE, D. F. et al. Química básica experimental. 5. ed. São Paulo: Ícone, 2013.

 

 

 

 

 

 

 

Texto: Marcos Tulios Frota Ladislau

*Técnico de laboratório de química do Instituo federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas - IFAM

*Graduando em licenciatura em química

janeiro, 2018